Walther Wilhelm Georg Bothe
(1891 - 1957)

  Físico alemão nascido em Oranienburg, próxima a Berlim, pesquisador e professor da Universidade de Heidelberg e do Max-Planck Institut  für medizinische Forschung, Heidelberg, um dos ganhadores do Prêmio Nobel de Física (1954) pela invenção do método da coincidência (1924), um trabalho desenvolvido com a orientação de Hans Geiger, e pelas descobertas feitas com ele, como no estudo das quantas de luz (1927) e no dos raios cósmicos (1929) com W. Kolhörster. O outro premiado foi o alemão-britânico Max Born, da Universidade de Edimburgo. Estudou física na Universidade de Berlim (1908-1912), onde foi aluno de Max Planck e com quem obteve seu doutorado após a guerra (1914-1918), período em que esteve um ano cativo na Sibéria (1919), mas que aproveitou para estudar russo e aprofundar-se em matemática, até voltar à Alemanha (1920). Trabalhou no  Physikalisch-Technische Reichsanstalt de Berlim, onde trabalhou com Hans Geiger e tornou-se professor na universidade local (1913-1930). Foi nomeado (1930) professor física e diretor do Instituto de Física da Universidade de Giessen.  Seu trabalho com H. Becker, bombardeando berílio, boro e lítio com raios alfa (1930) foi fundamental para a descoberta do nêutron por Sir James Chadwick (1932).  Também foi diretor do Instituto de Física da Universidade de Heidelberg (1932) em sucessão a Philipp Lenard e tornou-se diretor do Instituto de Física Max Planck para Pesquisas Médicas (1934). Durante a Segunda Guerra voltou para o Departamento de Física da Universidade, onde construiu um ciclotron e trabalhou (1939-1945) na difusão da teoria dos nêutrons e suas medições, e publicou seu Atlas de Nuvens (1940), enquanto as instalações do Instituto eram usadas para outras finalidades. Depois da guerra, já com a saúde debilitada, voltou a supervisionar os trabalhos no Instituto Max Planck, até que morreu em Heidelberg, no dia dois de agosto. Também pesquisou sobre em radiação cósmica e foi membro da Academia de Ciências de Heidelberg e Göttingen, Membro Correspondente da  Saxon Academy of Sciences, Leipzig. Premiado com a Max Planck Medal e a Grande Cruz da Ordem Federal de Serviços, e Cavaleiro da Ordem do Mérito para a Ciência e as Artes (1952). Foi casado com uma russa de Moscou, Barbara Below, e o casal teve dois filhos.

Foto copiada do site NOBEL e-MUSEUM:
http://www.nobel.se/