Mitologia Grega: A lenda do Minotauro ou Asterius
Lendária e monstruosa criatura da mitologia grega, misto de animal e homem, que habitava um labirinto subterrâneo sob o palácio do rei Minos, em Creta. Filho de um touro místico com a rainha de Creta Pasífae, logo após o seu nascimento, foi levado para um labirinto, construído pelo arquiteto e inventor Dédalo e de onde ninguém conseguia sair. Segundo a lenda da mitologia grega, Posêidon, deus do mar, enviou a Minos, rei de Creta, um touro branco que deveria ser sacrificado em sua honra. Deslumbrado com a beleza do animal, o monarca guardou-o para si. Em represália, Posêidon despertou na rainha Pasífae uma doentia paixão pelo animal e dessa paixão e da união resultante entre a rainha e o animal nasceu a monstruosa criatura, com corpo perfeito de homem e cabeça de touro selvagem. Depois da vitoriosa guerra a Atenas para vingar o assassinato de seu irmão Androgeu, Minos exigiu que os vencidos enviassem, a cada nove anos, sete rapazes e sete virgens para serem devorados pelo monstro. Quando os atenienses se preparavam para pagar pela terceira vez o tributo, Teseu ofereceu-se como voluntário, e ajudado pela apaixinada filha de Minos, Ariadne, penetrou no labirinto, matou o monstro e escapou de Creta levando a princesa e os seus companheiros atenienses. Seu nome queria dizer Touro de Minos e também é conhecido como Asterião ou Astério, e considerado como um símbolo da fatalidade que determina o curso da vida humana.

Figura copiada do blog INTERFERÊNCIA SENSITIVA:
http://interferenciasensitiva.blogspot.com/2005_04_01_archive.html