Leonardo de Pisa [ou Pisano] ou de Fibonacci
(1180 - 1250)
  Matemático algebrista, algorista e autor italiano, nascido em Pisa, que introduziu e generalizou o uso da notação árabe no continente europeu e hoje é mais conhecido pela famosa série que leva seu nome. Filho de Bonaccio, um comerciante italiano que tinha negócios e que foi nomeado cônsul no norte da África, o que lhe permitiu acesso aos conhecimentos matemáticos dos árabes. Em viagens ao Egito, Síria, Grécia, Sicília e Provença, estudou com professores muçulmanos diversos sistemas numéricos e métodos de cálculo. Conhecendo profundamente a matemática árabe, escreveu e divulgou pela Europa o seu Liber abaci (1202, reeditado em 1228), livro sobre ábacos e os conhecimentos matemáticos árabes, um tratado muito complexo sobre métodos e problemas algébricos propagando o uso de numerais indo-arábicos na Europa. Era uma publicação que tratava mais dos números e problemas algébricos que de geometria, como problemas práticos sobre conversão de pesos e medidas, cálculo de juros, etc. Nele foi introduzido o zero e a barra horizontal para frações, por exemplo, mas não tratava de frações decimais. Entre os problemas propostos no Liber abaci estava o que deu origem à famosa série de Fibonacci, primeira sucessão de termos numéricos que pôde ser expressa por uma fórmula. Embora fosse tipicamente um algebrista, escreveu ainda Practica geometriae (1220), sobre geometria. Publicou, ainda, Flos (1225) e Liber quadratorum (1225), considerada sua obra prima e consistindo de um brilhante estudo sobre análise indeterminada, uma série de teoremas e a resolução de problemas aritméticos de grande relevância para estudos matemáticos posteriores. Também realizou pesquisas em geometria e filosofia da ciência e gozou de grande prestígio junto ao governo de Pisa, cidade onde morreu.

Figura copiada do site TURNBULL WWW SERVER:
http://www-history.mcs.st-andrews.ac.uk/