João Barbosa Rodrigues
(1842 - 1909)
  Botânico brasileiro nascido no Rio de Janeiro, RJ, de grande importância na história do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Educado na cidade mineira de Campanha, foi para o Rio de Janeiro (1858) junto com a família. Inicialmente voltado para o comércio, sempre demonstrou interesse pelas ciências naturais, colecionando insetos e plantas. Tornou-se professor de desenho no Colégio Pedro II e, orientado por Francisco Freire Alemão, especializou-se em botânica. Esteve na Amazônia em missão científica do governo imperial (1872-1875). Anos mais tarde, organizou e dirigiu, em Manaus, o Museu Botânico, criado (1883) sob patrocínio da princesa Isabel e extinto após a proclamação da república. Assumiu (1890) a direção do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, que dirigiu até sua morte, naquela cidade. Desde o início de sua publicação (1936) revista oficial dessa instituição recebeu o título de Rodriguésia em sua homenagem. Escreveu uma obra de alcance variado com destaque para um estudo sobre orquídeas, em dois álbuns, Genera et species orchidearum novarum (1877/1881), O muiraquitã e os ídolos simbólicos (1889), Rio Jauaperi, pacificação dos crichanás (1885), Poranduba amazonense (1890), Vocabulário indígena comparado (1892) e Vocabulário indígena (1893), L'Uiraêry ou curare, extraits et compléments des notes d'un naturaliste brésilien (1903), publicado em Bruxelas após comunicado à Academia Nacional de Medicina. Também escreveu uma série de cinco monografias, Exploração e estudo do vale do Amazonas (1875), com os resultados de pesquisas nos rios Capim, Tapajós, Trombetas, Urubus, Jatapu e Iamundá, um estudo sobre palmeiras brasileiras Sertum palmarum brasiliensum (1903), em dois volumes editados em Bruxelas, um relatório intitulado Notícia sobre alguns jardins botânicos da Europa (1904) resultado de sua única viagem ao exterior, nesse mesmo ano e Diminution des eaux au Brésil (1905) texto apresentado no Congresso Científico Latino-Americano no Rio de Janeiro.

Figura copiada do site ORQUÍDEAS DE EDMOURÃO:
http://edmourao.atspace.com/selos12.html