Balbino [ou Decimvs Caelivs Calvinvs Balbinvs]
( ? - 238)
Imperador romano (238) de origem patrícia, um dos governantes do período denominado da Anarquia Militar, ou dos imperadores soldados, que durou meio século (235-285), iniciado no governo de Maximino Trácio (235-238), de efêmero mandato, indicado pelo Senado, juntamente com o general Marcos Clódio Pupieno Máximo, na confusão que se seguiu à queda do pró-cônsul Gordianus I e seu filho e co-regente Gordianus II, que haviam se proclamados imperadores na África (238). Embora reconhecidos pelo Senado, foram mortos pelos soldados do usurpador Maximino I, enquanto este marchava para invadir a Itália. Era a primeira vez que o grande pontificado vinha a ser partilhado em igualdade de poderes. Com a derrota e a morte de Maximino I, o poder dos dois imperadores senatoriais parecia assegurado, mas a guarda pretoriana, insatisfeita, invadiu o palácio e assassinou os dois noventa e nove dias depois de sua ascensão ao poder, e foram substituídos por Gordiano III (238-244) indicado para césar e que governou em um período onde o trono foi reclamado por Sabiniano (240).

Figura copiada do site NOMISMATIKE:
http://www.nomismatike.hpg.com.br/