August Weismann
(1834 - 1914)
Biólogo alemão nascido em Frankfurt am Main, mais conhecido por suas teorias sobre hereditariedade e como um dos fundadores da ciência da genética. Formado nas universidades de Göttingen e Geissen, praticou medicina até quando passou a dedicar-se exclusivamente à pesquisa biológica e ao estudo da zoologia (1863). Estudou detalhadamente distinções zoológicas através de experimentos, notadamente a embriologia de insetos e crustáceos. Foi o primeiro cientista a discordar da errônea teoria do naturalista francês Jean de Lamarck, de que características adquiridas durante a vida de um indivíduo poderiam ser transmitidas aos seus descendentes, e o primeiro crítico importante das teorias evolucionistas de Darwin. Escreveu uma série de artigos (1868-1876) defendendo a idéia de que as características adquiridas de qualquer variação genética ou somática não podiam ser todas herdadas, porém sustentava suas afirmações com muito pouca prova prática. Por exemplo, realizou experimentos usando ratos cortando suas caldas por várias gerações seguidas demonstrando que seus filhotes não nasciam anuros. Foi professor de zoologia na Universidade de Freiburg (1886-1912) e morreu em Freiburg im Breisgau, Alemanha.